Crescimento exagerado preocupa a China

O presidente da China, Hu Jintao, expressou preocupação neste domingo com o ritmo acelerado com que o país vem crescendo. Ele disse que a China cresceu mais de 10% no ano passado, mas o número não era um objetivo de seu governo. Jintao disse que sua administração pretende se dedicar mais a melhorar o nível de vida da população comum. Existe a preocupação de que o rápido crescimento tenha um impacto negativo nos recursos do país e no meio ambiente.Os últimos dados sugerem que a China continua crescendo em um ritmo rápido, o que pode ser positivo para os que se beneficiam diretamente, mas preocupante o governo."Estamos preocupados com o ritmo, a qualidade e os efeitos de nosso crescimento", disse ele durante um encontro em Beijing com o antigo líder da oposição de Taiwan, Lien Chan. "Nos preocupamos com economizar nossos recursos, com a proteção ao meio ambiente e a melhoria no nível de vida do povo."A China precisa crescer para gerar empregos para sua população, mas os comentários do presidente sugerem que o governo está preocupado com a possibilidade da economia estar super aquecida.Existe também o temor de que milhões de habitantes do campo não estejam sendo beneficiadas com o ´milagre econômico´. No ano passado o governo chinês anunciou que vai tomar medidas para reverter a situação. Mas as reformas vão demorar para render frutos. Espera-se que os Estados Unidos voltem a criticar a maneira como a China vem conduzindo sua economia na semana que vem, quando Hu Jintao visitará Washington.O déficit comercial dos Estados Unidos para com a China alcança níveis inéditos no momento e muitos em Washington exigem que o governo chinês tome medidas para mudar este cenário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.