Crescimento no 2º semestre será mais forte, diz BC

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Afonso Beviláqua, previu que o ritmo de crescimento da economia será mais forte no segundo semestre deste ano. Segundo ele, já deve haver uma melhora no segundo trimestre de 2005 em relação ao primeiro, mas a recuperação maior do crescimento só deve acontecer nos próximos trimestres. Beviláqua disse que, apesar de a previsão do BC para o crescimento do PIB este ano, de 3,4%, estar um pouco acima da média de mercado, que é de 3%, as duas "estão muito próximas". Lembrou que, no início de 2004, a previsão do BC já era maior do que a média de 2004."O que vemos no retrovisor é uma acomodação do crescimento e o aumento da trajetória de inflação", afirmou. "Mas, se olharmos para o pára-brisa, vemos a retomada do crescimento e a acomodação da trajetória de inflação".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.