Lucy Nicholson/Reuters
Lucy Nicholson/Reuters

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Criação de emprego nos Estados Unidos é a maior em 15 anos

Foram quase 3 milhões de vagas geradas em 2014; desempenho de dezembro surpreendeu e abre mais a porta para alta da taxa de juros

O Estado de S. Paulo

09 de janeiro de 2015 | 11h44

A economia dos EUA criou 252 mil empregos em dezembro, fortalecendo ainda mais os fundamentos da economia e abrindo mais a porta a um aumento da taxa de juros pelo Federal Reserve este ano, apesar da economia mundial fraca. O resultado veio consideravelmente acima da expectativa de analistas. Em 2014, os EUA criaram 2,95 milhões de empregos, o melhor resultado desde 1999, quando foram geradas mais de 3 milhões de vagas.

Os números de novembro e outubro foram revisados para cima, com criação de 50 mil vagas a mais. Em novembro, foram gerados 353 mil postos de trabalho, ante a estimativa original de 321 mil. Em outubro, foram abertas 261 mil vagas, ante a leitura anterior de 243 mil empregos.

O salário médio por hora no país caiu US$ 0,05 em dezembro, para US$ 24,57. Na comparação anual, houve aumento de 1,7% nos salários. 

Desemprego. A taxa de desemprego norte-americana, que é calculada com base em uma pesquisa separada daquela que avalia o número de vagas criadas pela economia norte-americana, caiu para 5,6% em dezembro, de 5,8% em novembro. (Com Reuters)

Tudo o que sabemos sobre:
euaempregomercado de trabalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.