Criação de novos empregos recua em março

O número de empregos formais em março cresceu em 76.455 postos de trabalho, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged) divulgados hoje. O dado é menor que o total de vagas aberto em fevereiro (176.632) e em março de 2005 (102.965). No entanto, segundo o Ministério do Trabalho, o resultado não deve ser interpretado como uma sinalização de arrefecimento do ritmo de expansão do emprego, tendo em vista que é normal a presença de fatores sazonais (específicos de determinadas épocas do ano) nos primeiros meses de cada ano como, por exemplo, a antecipação de safra, ciclo escolar ou período de chuvas. No primeiro trimestre do ano, foram criados 339.703 novos empregos formais. O resultado acumulado só é menor que o registrado de janeiro a março de 2004, quando foram geradas 347.392 novas vagas. No acumulado dos últimos 12 meses até março, a criação de novos empregos soma 1.301.462.

Agencia Estado,

26 Abril 2006 | 12h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.