Criação de vagas nos EUA é menor dos últimos seis meses

Apesar do nível de desemprego nos Estados Unidos permanecer estável em 4,7%, a criação de vagas do país tiveram o menor ritmo dos últimos seis meses. O dado, divulgado nesta sexta-feira pelo Departamento de Trabalho, detalhou que em abril foram abertas 138 mil vagas de emprego. A marca só havia se aproximado desse total, em 137 mil, quando em agosto passado as empresas ainda sofriam as conseqüências dos furacões que atingiram a costa do Golfo do México. Não foi só o índice que preocupou observadores do mercado. Segundo o relatório, os salários tiveram aumento de 3,8% nos últimos 12 meses, o maior aumento para o período de um ano desde agosto de 2001. Apesar de parecer positivo, fator deve estimular uma alta inflacionária. Os dados foram anunciados no mesmo dia em que o Instituto Ipsos divulgou um relatório sobre a popularidade do presidente George W. Bush. Segundo o levantamento, o indicador está em 33% - o nível mais baixo dessa pesquisa.

Agencia Estado,

05 de maio de 2006 | 13h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.