'Criamos uma rede global de conhecimento'

Nova empresa do grupo HSM, referência em gestão e liderança, a HSM Educação começou a ser estruturada no fim do ano passado com o propósito de criar um modelo inovador de educação executiva. A companhia, que é formada pela parceria entre o fundo BR Investimentos e o grupo de mídia RBS, recebeu R$ 40 milhões de investimento e se prepara para lançar os primeiros cursos abertos da marca no mês que vem.

O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2011 | 03h05

Como é novo no modelo?

Em vez de professores próprios, nossa proposta de educação executiva é baseada em uma rede colaborativa de conhecimentos. A partir do relacionamento da HSM com autores e centros de excelência em gestão em todo o mundo, criamos nossos cursos. Com isso, grandes nomes nacionais e internacionais da área de negócios produzem conteúdos exclusivos para nós.

Quais as vantagens desse formato?

Nesse modelo, podemos ter, por exemplo, um conteúdo feito por Philip Kotler, professor da Kellog e referência mundial em marketing, ao lado de um produzido por Jeffrey Pfeffer, excelência quando o assunto é gestão de pessoas.

E onde são as aulas?

Também nesse aspecto temos uma arquitetura aberta. Estamos montando alianças com universidades. Até o início do ano que vem serão 12. Nessa parceria, as instituições de ensino entram com tradição acadêmica, infraestrutura e base de ex-alunos, enquanto a HSM oferece o conteúdo e a reputação no mundo corporativo. Temos ainda soluções para companhias e entidades.

Quanto custa um curso?

A mensalidade custa cerca de R$ 1,5 mil. Mas a duração do cursos varia. Temos MBAs de 360 horas e pós-MBAs de 120 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.