bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Crise argentina afeta venda de PCs na América Latina

A crise argentina teve reflexos imediatos na venda de computadores na América Latina no primeiro trimestre deste ano. É o que mostra uma pesquisa feita pela International Data Corporation (IDC), uma das maiores empresas mundiais de estudos de mercado e análises táticas e estratégicas para a indústria de Tecnologia da Informação (TI). O mercado argentino registrou retração de 79% de janeiro a março deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Com isso, as vendas na América Latina cresceram apenas 1%, o que representou 1,8 bilhão de computadores vendidos e um movimento de US$ 1,88 bilhão. No Brasil, foram vendidos no período 844 mil computadores (PCs), o que representou crescimento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado. O aumento das vendas no Brasil, segundo o analista da IDC Marcelo Quintãs tem a ver com a retomada das compras pelo usuário doméstico, que foram abaixo do esperado no fim do ano passado. Quanto aos computadores de mão, os chamados notebooks, observou Quintãs, o México continua consumindo o dobro de unidades em relação ao Brasil, o que tem a ver com a proximidade com os Estados Unidos e preços similares aos pagos pelos usuários americanos, enquanto no Brasil chegam a custar até o dobro.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.