Crise argentina não contagiará AL, diz Bird

O vice-presidente do Banco Mundial para a América Latina, David de Ferranti, disse em entrevista ao jornal francês Les Echos que não existe um "risco sério" de contágio da crise argentina na América Latina. Segundo ele, os países da regiao estão enfrentando principalmente problemas internos, citando o Brasil, Venezuela, Perú e México. "Existem incertezas, mas não pensamos que o contágio seja tão sério como pensam os mercados financeiros", disse Ferranti ao jornal. Ele observou, no entanto, que a possibilidade de um contágio mais grave não pode ser totalmente descartada pois "no sudeste asiático o contágio regional demorou para propagar-se".Leia o especial

Agencia Estado,

12 de julho de 2002 | 14h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.