Crise brasileira afeta Argentina, diz Lavagna

O ministro de Economia argentino, Roberto Lavagna, afirmou hoje que a crise brasileira já está afetando a Argentina. Porém, esclareceu que não se deve à disparada do dólar nos últimos dias, mas por causa da debilidade no comércio. "A economia brasileira está desacelarando e nos prejudica porque é um cliente importante para o país", disse o ministro.Para ele, "não há razão para assimilar a situação cambial do Brasil", já que "na Argentina o mercado de câmbio se manteve calmo", apesar das turbulências do real. Em entrevista antes de viajar para os Estados Unidos, o ministro falou que o "mundo não se acaba sem a ajuda do FMI" e que "não planeja uma aventura monetária" porque "com a moeda de um país não se brinca", referindo-se à sugestão do FMI para que a Argentina use as reservas internacionais para pagar as dívidas com os organismos multilaterais, como o próprio FMI. Lavagna disse ainda que é um "erro do FMI exigir um acordo político" antes de negociar com o país porque ninguém "assina um cheque em branco".

Agencia Estado,

25 de setembro de 2002 | 13h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.