finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Crise chega às empresas brasileiras

A crise financeira internacional já atinge as empresas brasileiras. De grandes grupos, como Gerdau e Oi, a mineradoras de porte médio de Minas Gerais, várias companhias estão enfrentando dificuldades para obter financiamentos ou atrair investidores no exterior. Alguns negócios já estão sendo revistos ou cancelados.O caso mais emblemático é o da Gerdau, empresa de primeira linha, habituada a fazer compras no exterior. Em julho, a empresa anunciou a compra da siderúrgica Chaparral, nos EUA, por US$ 4,2 bi. Como ocorreu em outras aquisições no exterior, o dinheiro viria de empréstimos de bancos no mercado internacional. Uma das razões para a expansão da Gerdau era justamente a fartura de crédito lá fora. Desta vez, porém, não deu certo.Em meio às turbulências de Wall Street, os bancos que operam nos EUA exigiram mais garantias que a Gerdau estava habituada a oferecer. A empresa resolveu levar adiante a compra da Chaparral, mas mudou sua estratégia. Ao contrário do previsto, o negócio não será mais feito pela subsidiária nos EUA, a Gerdau Ameristeel, e sim pela matriz brasileira. O financiamento será concedido no Brasil, por subsidiárias de bancos estrangeiros.

Agencia Estado

29 de agosto de 2007 | 07h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.