Crise chega também ao mundo encantado

Disney se reestrutura e demite

Reuters, LOS ANGELES, O Estadao de S.Paulo

20 de fevereiro de 2009 | 00h00

A divisão de parques temáticos e resorts da Disney iniciou esta semana uma rodada de demissões, cortesia de uma reorganização projetada para eliminar redundâncias numa unidade que emprega 80 mil trabalhadores. A Disney não revelou quantos funcionários foram demitidos e nem quantas demissões são esperadas para os próximos dias.Segundo o presidente da divisão de parques e resorts, Jay Rasulo, a reorganização não é apenas uma resposta ao enfraquecimento da economia, mas também uma maneira de aprofundar os resultados bem-sucedidos de um processo semelhante ocorrido há quatro anos.Rasulo disse que a reorganização de 2005 levou à produção acelerada das atrações inspiradas no sucesso "High School Musical" e à abertura simultânea das atrações "Toy Story Mania" nos parques da Flórida e da Califórnia. A reorganização começa apenas algumas semanas depois de a divisão de parques e resorts ter oferecido planos de demissão voluntária para 600 executivos, em meio a um declínio de 4% no ganho trimestral, que chegou a US$ 2,7 bilhões, e uma queda de 24% no ganho operacional, que chegou a US$ 382 milhões.De acordo com o anúncio, a divisão de desenvolvimento de resorts será fundida com a divisão de desenvolvimento de atrações e entretenimento. As equipes de desenvolvimento de negócios e de propriedade imobiliária serão fundidas, e as equipes encarregadas da infraestrutura do Walt Disney World e do Disneyland Resort terão também este destino.Espera-se que os chefes dos novos departamentos façam cortes adicionais na equipe de trabalho durante os próximos meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.