Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Crise começa a dificultar financiamentos

A alta dos juros básicos (Selic) no Brasil, em curso desde 2013, impacta a concessão do crédito imobiliário. A Caixa Econômica Federal, líder no setor, já subiu os juros efetivos para financiamentos de imóveis do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em até 0,50 ponto porcentual. A medida está em linha com a elevação da Selic, atualmente na casa dos 12,25% ao ano.

Gustavo Santos Ferreira, O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2015 | 02h02

O SFH inclui residências de até R$ 750 mil e tem como principal fonte de recursos a poupança dos brasileiros.

No caso dos financiamentos via Sistema Financeiro Imobiliário (acima de R$ 750 mil), o juro saltou até 1,80 ponto porcentual.

O aumento da Selic integra os planos do governo de ajuste econômico para estancar a crise. Ao restringir o acesso ao crédito, busca-se conter a força da inflação. O ritmo médio anual de avanço dos preços já ultrapassa os 7% - o que agrava o pessimismo das previsões do mercado. Analistas consultados pelo Banco Central na última pesquisa Focus apostam em crescimento zero para o PIB em 2015 - e já há quem preveja queda de 0,5% na atividade econômica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.