Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Crise da Varig reduz meta do setor de turismo para US$ 4,5 bi

A crise da Varig, que levou a uma menor oferta de assentos no mercado internacional, vai fazer com que o setor de turismo deixe de gerar quase US$ 500 milhões em divisas para o País este ano. Com isso, o ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, reduziu a meta inicial do setor de turismo, de obter US$ 5 bilhões em divisas geradas pelo setor em 2006 para US$ 4,5 bilhões.O ministro, com dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), enfatizou que de janeiro a agosto deste ano a Varig deixou de transportar 383 mil passageiros no mercado internacional.FaturamentoO setor de turismo espera registrar um aumento de faturamento de 8,3% no segundo semestre deste ano ante igual período do ano passado, segundo mostra o 11º Boletim de Desempenho Econômico do Turismo, pesquisa divulgada nesta quinta-feira pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).Segundo o levantamento, 81% dos empresários do setor acreditam no crescimento de suas receitas no segundo semestre. O segmento mais otimista é o das empresas de transporte aéreo, com 98% dos empresários mostrando expectativa de crescimento, seguido pelas operadoras de turismo (91%) e parques temáticos e atrações turísticas (83%).Em relação à contratação de mão-de-obra, 56% das empresas do setor prevêem aumento de vagas. As expectativas mais positivas, neste caso, foram verificadas entre as companhias aéreas e os parques temáticos.De acordo com a pesquisa , no segundo trimestre deste ano 70% dos empresários do setor relataram expansão no faturamento dos seus negócios e 58% realizaram novas contratações.

Agencia Estado,

28 de setembro de 2006 | 13h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.