Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Crise de crédito nos EUA leva órgão regulador a examina bancos

A Securities and Exchange Commission(SEC), equivalente nos Estados Unidos à Comissão de ValoresMobiliários brasileira, está avaliando os balanços dos maioresbancos de investimento de Wall Street em meio à possibilidadede que essas instituições possam estar escondendo perdas com ofinanciamento imobiliário de alto risco. A informação é de pessoas próximas à investigação. A SEC quer saber se as instituições estão calculando osvalores dos ativos em financiamento do chamado subprime nosseus registros da mesma forma como mostram esses números aosclientes de corretagem, como os hedge funds. Analistas e investidores têm questionado se existemprejuízos que não foram informados nos financiamentos de altorisco e em obrigações de dívida colateral, chamados em inglêsde CDOs. A checagem do órgão regulador deve incluir os cinco maioresbancos de investimento de Wall Street, começando com o GoldmanSachs e o Merrill Lynch . Os dois se recusaram a fazercomentários. Pessoas próximas à investigação, inicialmente reportadapelo Wall Street Journal nesta sexta-feira, afirmaram que aschecagens são rotineiras. Os bancos de Wall Street estão em um período sensível, jáque os mercados de hipotecas geram perdas para os investidorese empurram alguns bancos para a falência. Poucos bancos deinvestimento revelaram prejuízos significativos no subprime nosúltimos períodos. A fiscalização também pode ajudar a descobrir se os fundosde hedge informam os seus resultados com precisão aosinvestidores, de acordo com o Wall Street Journal, citando umafonte não identificada. Checagens sobre como as empresascalculam os valores de certos ativos podem aumentar a precisãodos relatórios de desempenho para os investidores. Identificar os ativos do financiamento imobiliário de altorisco é difícil, já que eles não são negociados com facilidade,segundo o diário. No fim de junho, a SEC afirmou que estava investigando umadúzia de CDOs, que são títulos que investem em hipotecas eoutras dívidas. As perdas do financiamento imobiliário nos últimos mesesapareceram em algumas grandes empresas de investimento. O bancosuíço UBS AG foi forçado a fechar o Dillon Read CapitalManagement menos de dois anos depois do lançamento,acompanhando as perdas nos mercados de hipoteca. Já as ações do Bear Stearns, bem como a reputação do banco,foram prejudicadas depois de dois fundos de financiamentoimobiliário sofrerem prejuízos ou entrarem com pedido defalência. (Por Joe Giannone e Lilla Zuill; colaborou TimMcLaughlin))

REUTERS

10 de agosto de 2007 | 12h54

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSCREDITOSEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.