Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Crise não afetou investimento estrangeiro no mês passado

Os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) ainda não dão sinais de queda em função da crise política - agravada a partir do dia 6 de junho com a entrevista do deputado Roberto Jefferson (PTB) em que denunciou o tesoureiro do PT, Delúbio Soares, de pagar uma mesada mensal de R$ 30 mil a parlamentares do PP e do PL em troca de apoio no Congresso.De acordo com dados do Banco Central (BC), no mês passado, houve ingresso líquido de US$ 1,328 bilhão. Em maio, o IED totalizou US$ 711 milhões. No acumulado do ano, os investimentos estrangeiros diretos somam US$ 8,566 bilhões.A modalidade participação no capital somou US$ 1,106 bilhão dos quais US$ 53 milhões são referentes a conversões de dívida em investimentos. Os empréstimos entre companhias apresentaram ingressos líquidos de US$ 222 milhões, ante US$ 34 milhões em junho 2004.

Agencia Estado,

25 de julho de 2005 | 13h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.