Crise não atrapalha rolagem da dívida

O coordenador de Operações da Dívida Pública do Tesouro, José Franco de Morais, disse ontem que, em termos de gerenciamento da dívida pública, o Brasil está imune à crise internacional.

O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2011 | 03h06

Ele destacou que a maior parte dos investidores são brasileiros. Por isso, os efeitos da crise são marginais. "Não causa preocupações", afirmou. Morais disse que o Brasil está em uma situação confortável, com trajetória de queda da dívida liquida.

Morais afirmou que dezembro foi um mês com "bem menos liquidez" no mercado. "A redução é normal no fim de ano porque nenhuma instituição quer tomar risco", explicou. / A.F. e R.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.