bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

"Crocodilos" falsos invadem Mercado da Seda de Pequim

A marca francesa Lacoste, que tem um crocodilo como logotipo, está processando o proprietário e vários lojistas do Mercado da Seda de Pequim por venderem falsificações de suas camisas, informou hoje a agência oficial de notícias Xinhua.A empresa Le Chemise Lacoste pede uma indenização de US$ 12,5 mil a cada um dos acusados.Os proprietários do Mercado da Seda e de outros mercados de Pequim assinaram há poucos dias um pacto contra a pirataria com várias marcas da União Européia. Os shoppings, freqüentados por estrangeiros em busca de cópias baratas de grandes marcas, se comprometeram a banir os vendedores de produtos piratas.A Lacoste afirma que, em janeiro, enviou uma carta ao proprietário do mercado exigindo a retirada de todos os produtos piratas da marca, assim como um pedido de desculpas.Em abril, cinco marcas famosas - Prada, Gucci, Louis Vuitton, Burberry e Chanel - ganharam pela primeira vez uma ação similar contra o proprietário do famoso mercado pequinês, o lugar mais visitado pelos turistas estrangeiros depois da Grande Muralha e da Cidade Proibida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.