CSN anuncia reajuste de preço para todos os produtos

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) vai reajustar a partir de 18 de março o preço de todos os seus produtos. A empresa informou que o preço das bobinas a quente será elevado em 13,5%, o dos aços laminados a frio em 8,5% e o dos laminados zincados em 3,5%. Segundo o diretor comercial da CSN, Luiz Fernando Martinez, o reajuste anunciado não recompõe o aumento de custos, por isso a siderúrgica estuda um novo aumento entre o final de maio e o início de junho.Martinez adianta que no caso das bobinas a quente o porcentual deve girar na casa de 8,5%. Ele lembra que o minério de ferro subiu 70% e a expectativa é que o preço do carvão aumente em torno de 100%. Essa pressão de custo, destaca, só seria recomposta se o preço da bobina a quente subisse entre US$ 150,00 e US$ 200,00. Hoje, o produto é cotado no mercado interno em torno de US$ 950,00.No caso dos outros produtos, a companhia vai analisar as condições de mercado e a concorrência para definir se há necessidade de novos aumentos de preço. Entretanto, o executivo deixou claro que a forte demanda por produtos siderúrgico neste início do ano vai permitir que a companhia consiga recompor seus custos de produção. Martinez informou ainda que em 1º de março a CSN já tinha reajustado o valor da folha de metálica em 6%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.