CSN anuncia siderúrgica de US$ 6 bi em Pernambuco

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou hoje a instalação de uma siderúrgica no Pólo Industrial e Portuário de Suape, no município de Ipojuca, em Pernambuco. A previsão é de produção, dentro de seis anos, de 3,5 milhões de toneladas anuais de aços especiais de alto valor agregado, num investimento total de US$ 6 bilhões, para atender a todos os segmentos da indústria - de linha branca a naval e automobilística. Hoje, esta produção equivaleria a 10% da produção nacional de aço.De acordo com o diretor executivo de produção da CSN, Enéas Garcia Diniz, o início da construção da siderúrgica, em uma área de 337 hectares nas ilhas de Cocaia e Tatuoca, deve acontecer no primeiro semestre de 2009. A previsão é que ela comece a operar 30 meses depois, produzindo 500 mil toneladas de vergalhão e fio máquina. Nesta primeira fase o investimento será de US$ 1,3 bilhão. Depois serão agregados mais US$ 4,7 bilhões em duas etapas. "É o maior empreendimento da história de Pernambuco", comemorou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho. Segundo ele, todos os grandes projetos em andamento em Pernambuco - refinaria Abreu e Lima, estaleiro Atlântico Sul e duas plantas petroquímicas (POY e PTA) -, juntos, totalizam o investimento final da siderúrgica. A planta ainda depende de licença ambiental. A CSN possui hoje uma única siderúrgica, em Volta Redonda, no Rio. Além da de Pernambuco, uma outra siderúrgica será implantada em Congonhas, em Minas Gerais.

ANGELA LACERDA, Agencia Estado

26 de junho de 2008 | 20h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.