CSN assina protocolo para investir R$ 9,5 bi em MG

O presidente da siderúrgica CSN, Benjamin Steinbruch, assina hoje um protocolo de intenções com o governo de Minas Gerais que inclui investimentos de R$ 9,5 bilhões no Estado nos próximos seis anos. A expansão da mina de Casa de Pedra consumirá R$ 2,2 bilhões e elevará sua capacidade de 16 milhões de toneladas de minério de ferro por ano para 65 milhões até 2011.Outros R$ 6,2 bilhões serão usados para a instalação de uma usina siderúrgica com capacidade para 4,5 milhões de toneladas de aço por ano e R$ 850 milhões serão destinados para uma usina de pelotização com capacidade de 6 milhões de toneladas de pelotas por ano. Todos estes aportes serão feitos na cidade de Congonhas.A companhia pretende ainda instalar em Arcos uma fábrica de clínquer e uma planta de cal para a produção de cimento, com investimento de R$ 205 milhões. Um centro de distribuição e beneficiamento de aço ficará localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e tem investimentos previstos de R$ 20 milhões.Segundo comunicado divulgado pela CSN, o projeto vai criar 10 mil novos postos de trabalho. "Esses recursos consolidam um ciclo de investimentos já anunciados anteriormente pela empresa e reafirmam nosso compromisso com a geração de valor aos nossos acionistas", afirmou Steinbruch, por meio de nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.