CSN diz que acatou decisão do Cade sobre Casa de Pedra

A siderúrgica CSN divulgou hoje comunicado ao mercado informando que acatou a decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre o direito de preferência no minério da mina Casa de Pedra. Em 8 de janeiro deste ano, o Cade intimou a Vale e a CSN proibindo-as de fazer, a partir daquela data, qualquer negociação sobre o direito de preferência da Vale na aquisição do minério excedente produzido pela mina.Em nota, a CSN diz que protocolou perante o Cade manifestação acatando a ordem administrativa referente à abstenção de executar as cláusulas contratuais de que decorriam direitos de preferência para a Vale sobre a mina da Casa de Pedra, tanto para o mercado doméstico quanto para o mercado internacional. Ainda de acordo com a empresa, "considerando a fixação de multa diária pelo Cade e a iminência de outras sanções graves sobre as partes, a CSN vem informar haver dado imediata execução à citada decisão administrativa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.