CSN é a siderúrgica com mais valor de mercado das Américas

Gerdau e Usiminas são outras brasileiras na lista das 20 maiores do setor de siderurgia e metalurgia

EFE,

08 de setembro de 2009 | 15h39

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) deslocou este ano a argentina Tenaris da condição de maior siderúrgica de capital aberto das Américas em valor de mercado, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira, 8, pela empresa de consultoria Economática.

 

A CSN e a Tenaris lideram a lista das 20 maiores companhias em valor de mercado entre as que têm papéis negociados na bolsa do setor de siderurgia e metalurgia de todos os países do continente americano, com exceção do Canadá, segundo a Economática.

 

Além de 15 empresas americanas com ações negociadas na Bolsa de Nova York, a lista - elaborada com base nos valores das companhias em seus respectivos mercados no fechamento de ontem - inclui mais duas companhias brasileiras.

 

Segundo a empresa de consultoria, a CSN - com um valor de mercado atual de US$ 20,524 bilhões - superou a Tenaris (US$ 17,739 bilhões em 7 de setembro).

 

A terceira na lista é a Gerdau, com valor de mercado de US$ 15,574 bilhões.

 

A lista também inclui a Usiminas em sétimo lugar, com um valor de US$ 11,602 bilhões.

 

A boa posição das brasileiras se deve à forte valorização registrada por estas companhias em 2009, que foi de 118% para a CSN, de 109,8% para a Usiminas e de 82,9% para a Gerdau. EFE

Tudo o que sabemos sobre:
rankingsiderúrgicaCSN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.