CSN investirá US$ 2,2 bilhões no Porto de Sepetiba

Um dos destaques do projeto é a construção de um porto privativo junto ao Porto de Sepetiba

Natalia Gómez, da Agência Estado,

07 de maio de 2008 | 15h30

A CSN vai investir US$ 2,2 bilhões até 2013 no Porto de Sepetiba. Um dos destaques do projeto é a construção de um porto privativo junto ao Porto de Sepetiba, em uma área pertencente à companhia, para atender a exportação de minério de ferro e produtos siderúrgicos, além de atender a demanda da região Sudeste por carga geral.O porto será batizado de Lago da Pedra, significado de Itaguaí, município onde fica o empreendimento. O porto demandará investimentos de US$ 719 milhões, além de US$ 283 milhões em uma área de armazenagem.Segundo o diretor de portos e logística da companhia, Davi Cade, o porto terá como vantagem a distância em relação a centros urbanos e a proximidade da ferrovia da MRS. "O porto privativo está em fase inicial de licenciamento", disse Cade, em reunião com analistas realizada hoje. Segundo ele, o fato de o terreno pertencer à CSN torna o custo do projeto mais competitivo em comparação aos portos públicos.A capacidade do porto será de 60 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, 12 milhões de toneladas de carvão, 11 milhões de toneladas de carga geral e produtos siderúrgicos por ano, segundo apresentação feita hoje.O projeto inclui a construção de um centro de apoio logístico (US$ 202 milhões) que ficará no arco que liga todas as rodovias que chegam ao Rio de Janeiro e próximo ao Porto de Sepetiba. A companhia também pretende investir na ampliação do berço do terminal Tecom (US$ 166 milhões), que será usado para contêineres e carga geral.

Tudo o que sabemos sobre:
CSN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.