coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

CSN mantém prejuízo no trimestre

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) registrou prejuízo líquido de R$ 197,807 milhões no primeiro trimestre deste ano, com aumento de 0,63% em relação à perda do mesmo período de 2001. O prejuízo por ação ficou em R$ 0,00276. A receita líquida da empresa atingiu R$ 1,042 bilhão, o que representa crescimento de 11,11%. O resultado bruto subiu 5,07% e ficou em R$ 392,125 milhões no primeiro trimestre. As despesas financeiras líquidas cresceram 1.097%, para R$ 380,262 milhões. O resultado da equivalência patrimonial ficou negativo em R$ 6,9 milhões, com queda de 68,42% em relação à perda do primeiro trimestre de 2001. A CSN obteve prejuízo operacional, no período de janeiro a março, de R$ 289,145 milhões, o que representa recuo de 2,55% na comparação com a perda de igual período do ano passado. Em 31 de março, o patrimônio líquido da companhia estava em R$ 4,932 bilhões. Todos os dados são consolidados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.