Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

CSN pode comprar siderúrgica inglesa

A siderúrgica anglo-holandesa Corus poderá vender a sua unidade de Teesside, no nordeste da Inglaterra, para facilitar a obtenção de um empréstimo de cerca de US$ 1,15 bilhão junto a bancos. Segundo informou hoje o jornal Financial Times, a siderúrgica brasileira Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a holandesa LNM Holdings estão entre os potenciais compradores. Estima-se que o negócio envolveria cerca de US$ 300 milhões, desde que a Corus feche um acordo prévio com os cerca de dois mil funcionários da planta de Teesside sobre demissões e mudanças operacionais.O diário britânico, que não citou suas fontes, disse que a venda da unidade de Teesside para outra siderúrgica ou grupo de investidores é uma das idéias aventadas pelo chefe executivo da Corus, Philippe Varin, para acelerar o programa de reestruturação do grupo anglo-holandês, que acumula pesadas dívidas. Se o negócio for fechado, isso representaria uma mudança da estratégia anunciada pela Corus no mês passado, quando foi anunciado que a usina de Teesside iria se concentrar na venda de aço nos mercados mundiais, operando de uma forma independente dentro do grupo. Na ocasião, executivos da Corus haviam indicado que a unidade de Teesside seria vendida ou desativada apenas como um recurso de última instância. A fábrica de Teesside produz chapas de aço para o processamento final em outras unidades. Tanto a CSN como a LNM já possuíam grandes unidades de produção de chapas. Segundo o FT, a Corus evitou tecer comentários sobre o tema. No mês passado, o anúncio de uma parceria da Corus e a CSN na joint venture portuguesa Lusosider alimentou as especulações no mercado de que as duas empresas estariam novamente negociando uma fusão. No ano passado, os dois grupos haviam anunciado uma fusão avaliada em mais de US$ 4 bilhões que acabou sendo cancelada em outubro pela Corus sob a alegação de que o ambiente dos mercados globais era desfavorável.

Agencia Estado,

21 de maio de 2003 | 07h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.