Cuidados ao comprar malhas neste inverno

Técnicos da Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, alertam o consumidor para os cuidados na compra de malhas neste inverno. O órgão dá algumas recomendações aos consumidores que vão realizar suas compra em feiras de malha. Os fabricantes de cidades tradicionalmente conhecidas por confeccionar malhas, montam feiras em outras cidades no intuito de mostrar e vender seus produtos. São estandes que expõem uma infinidade de modelos, tipos e cores Os técnicos do Procon-SP aconselham o consumidor evitar comprar por impulso uma vez que, nestas feiras, geralmente, são apresentados lançamentos de peças de estação. O consumidor deve percorrer toda a feira analisando se os preços e qualidade são realmente como mencionado na publicidade, alerta o Procon-SP. Segundo os técnicos do órgão, a escolha precisa ser cautelosa e, uma analise minuciosa no produto não deve ser descartada. O consumidor deve verificar se a malha apresenta: fios puxados; falta de botão; zíper com defeito; manchas etc.O consumidor deve exigir a nota fiscal de compra. Os técnicos do Procon-SP avisam que estas precauções não devem ser menosprezadas uma vez que, se o consumidor só perceber o vício após o término da exposição, ficará difícil acessar o comerciante para exigir seus direitos. Se for constatado algum problema na mercadoria, mediante a nota fiscal, o consumidor poderá exigir a substituição do produto por outro da mesma espécie; a devolução da quantia paga, atualizada monetariamente ou o abatimento proporcional do preço.Os técnicos do Procon-SP esclarecem ainda que, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, nas compra efetuadas nestas feiras (fora do estabelecimento comercial) o consumidor poderá desistir da compra no prazo de sete dias. O cancelamento deve ser solicitado por escrito com cópia protocolada e os valores pagos, assim como cheques pré datados devem ser devolvidos.No caso de dúvidas ou reclamações o consumidor pode procurar os postos de atendimento pessoal do Procon-SP dentro do Poupatemo Sé, Poupatempo Santo Amaro e Poupatempo Itaquera ou enviar sua reclamação via Internet (veja o link abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.