Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Cuidados para limpar o nome

Existem no mercado diversos escritórios especializados em limpar o nome das listas de devedores dos serviços de proteção ao crédito e do Banco Central. Este é um caminho apenas para quem não tem tempo ou paciência de enfrentar a burocracia ou para quem perderia mais dinheiro em estar nas filas do que contratando terceiros. Limpar o nome é fácil e não exige advogado. Basta disposição de pagar a dívida e algumas horas de fila.O maior risco é cair na mão de agiotas ou pessoas de má fé. O inadimplente precisa tomar cuidado com as empresas que fazem anúncios em jornais e folhetos. Elas prometem limpar o nome, mas na verdade trabalham com o mercado informal de dinheiro, intermediando as dívidas. Na teoria, o devedor vai pedir ajuda a estes agiotas para renegociar sua dívida com o credor.Existem dois problemas graves nesta operação. O primeiro é que o intermediário pode ser um golpista e sumir com o dinheiro destinado a limpar o seu nome, sem pagar suas dívidas. O segundo é que esta operação impossibilita buscar seus direitos em caso de golpes ou práticas abusivas, pois não existe nenhum contrato formal. Por esses motivos, o jeito mais seguro de renegociar ou limpar seu nome é diretamente com o credor.Confira nos links abaixo mais informações sobre como limpar o nome das listas de devedores e outras informações sobre os serviços de crédito.

Agencia Estado,

26 de novembro de 2002 | 17h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.