Cumbica, Viracopos e Brasília vão a leilão às vésperas do Natal

O leilão de privatização dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília será realizado em 22 de dezembro. O anúncio foi feito ontem pelo ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt, durante a apresentação do primeiro balanço da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "O cronograma está apertado, mas será cumprido", disse.

Edna Simão e Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2011 | 00h00

A previsão é publicar o edital da disputa em novembro, realizar o leilão em dezembro e transferir o negócio para as mãos do concessionário em fevereiro. O balanço do PAC prevê que os vencedores da concorrência terão de investir R$ 2,6 bilhões entre 2011 e 2014 nos três aeroportos.

Bittencourt frisou que não haverá aumento de tarifas aeroportuárias. "Temos uma das menores tarifas do mundo e não estão previstos aumentos nessas concessões". Além disso, para tentar tranquilizar os trabalhadores, o ministro destacou que não haverá demissões, uma vez que os funcionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) poderão escolher entre permanecer na estatal ou migrar para a concessionária. "Os empregados serão respeitados. Não temos nenhum estresse nesse sentido."

As centrais sindicais têm criticado o modelo de concessão, em estudo pelo governo, que prevê a participação de até 49% da Infraero no negócio.

Os dividendos, segundo Bittencourt, seriam utilizados para financiar a operação dos aeroportos regionais, que normalmente são deficitários.

Bittencourt disse também estar otimista quanto ao resultado do leilão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), que será dia 22 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.