Curitiba, Goiânia, Rio e Porto Alegre já têm inflação acima de 10%

IBGE destaca que algumas populações estão sendo mais sacrificadas com a alta persistente dos preços

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

07 de agosto de 2015 | 10h49

RIO - A inflação já supera os dois dígitos em quatro das 13 regiões investigadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na média nacional, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumula alta de 9,56% em 12 meses até julho, mas esse resultado já é bem maior em alguns locais.

O índice supera os 10% em Curitiba (10,63%), Goiânia (10,26%), Porto Alegre (10,19%) e Rio de Janeiro (10,18%). Outras cinco regiões sustentam inflação acima de 9%, enquanto Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Vitória apresentam índice na casa de 8%. 

"Algumas populações estão sendo mais sacrificadas", disse Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índices de Preços do IBGE. "Em abril desse ano, o ICMS aumentou para mais de 90 mil produtos em Curitiba, com impacto muito forte. Além de os preços estarem subindo, ainda teve esse fator a mais de pressão", explicou.

Em Goiânia, os preços de combustíveis subiram acima da média nacional, o que contribuiu para levar o índice à marca de dois dígitos. Já no Rio, os preços "vêm aumentando bastante", destacou a coordenadora.

"Houve alta no ano passado com a Copa do Mundo, e os preços no Rio continuam persistente até por conta das Olimpíadas que vêm aí", afirmou Eulina.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPCA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.