Custo da construção desacelera alta em janeiro

O custo da construção civil recuou em janeiro, na comparação com dezembro. O Índice Nacional da Construção Civil, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou alta de 0,27%, recuando 0,18 ponto percentual em relação à taxa do mês anterior (0,45%). A variação foi menor também do que a apurada em janeiro de 2006 (0,43%). O índice acumula alta de 4,96% nos últimos 12 meses.O custo nacional por metro quadrado passou de R$ 571,00 em dezembro para R$ 572,52 em janeiro, sendo R$ 331,39 relativos aos materiais e R$ 241,13 à mão-de-obra. A parcela dos materiais variou 0,31%, 0,06 ponto percentual abaixo do índice de dezembro (0,37%). A componente mão-de-obra, com 0,21%, registrou desaceleração de 0,35 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,56%). Nos últimos 12 meses, os acumulados foram: 3,87% de alta para os materiais e 6,49% para mão-de-obra.A região Nordeste apresentou em janeiro o maior índice regional da construção (0,52%), resultado pressionado, segundo o IBGE, por acordo coletivo no Estado do Maranhão e adiantamento salarial, de algumas categorias, no Piauí. O índice da região Norte, influenciado pelo reajuste salarial em Tocantins, apresentou a segunda maior variação (0,51%). As demais variações regionais foram menores que o índice nacional (0,27%): no Centro-Oeste (0,24%), no Sudeste e no Sul (0,13%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.