Custo da construção tem alta de 0,34% em agosto

O Índice Nacional da Construção Civil de agosto teve alta de 0,34%, ante taxa positiva de 0,52% em julho, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano, o índice acumula elevação de 5,77%; em 12 meses, o indicador registra elevação de 9,60%. De acordo com o IBGE, essas taxas acumuladas se posicionam abaixo das registradas em iguais períodos de 2004, respectivamente de 7,07% e de 9,76%. Com o resultado, o custo nacional por metro quadrado em agosto passou para R$ 536,97 - dos quais R$ 313,55 relativos aos materiais e R$ 223,42 à mão-de-obra. O resultado de agosto desse ano também é inferior ao apurado em agosto de 2004 (1,07%). O IBGE informou que, em agosto, o custo da parcela dos materiais subiu 0,50%, acima do índice de julho (0,42%). Já o custo de mão-de-obra passou de 0,65% em julho para 0,11% em agosto. Ao comentar os cenários acumulados no ano, nesses dois segmentos, o IBGE informa que, em 2005 até agosto, os custos dos materiais acumulam elevação de 5,13%, abaixo da mesma taxa em igual período de 2004 (8,45%). Para a mão-de-obra, a alta no custo foi de 6,67% nos primeiros oito meses do ano, ante 5,21% em igual período em 2004. Nos últimos doze meses até agosto, os custos dos materiais subiram 10,44%; e o custo da mão-de-obra teve alta de 8,45%, no mesmo período. Na análise por regiões, o IBGE informa que, em agosto, a região Norte apresentou o maior índice de construção civil (0,59%), pressionado por reajustes salariais em Tocantins. A região Sudeste ocupa a segunda posição, com índice de 0,35%. Os demais resultados regionais, todos abaixo do índice nacional (0,34%), foram, em ordem decrescente: 0,32% no Nordeste; 0,31% no Centro-Oeste e 0,20% no Sul.

Agencia Estado,

23 Setembro 2005 | 09h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.