Custo de vida de 1,23% em SP é o maior em 5 anos

IPC da capital paulista em maio foi pressionado pela alta dos alimentos, que subiram em média 3,17%, com destaque para o arroz, com 22,16%

Flavio Leonel, O Estadao de S.Paulo

05 de junho de 2008 | 00h00

A inflação de 1,23% apontada pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) em maio foi a taxa mensal mais expressiva para a capital paulista desde fevereiro de 2003, quando o indicador geral do período, pressionado pelos impactos da forte valorização do dólar ante o real naquela ocasião, atingiu 1,61%. A informação é da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que apura o IPC na cidade de São Paulo desde 1939. A inflação divulgada ontem também é a mais expressiva para um mês de maio desde 1996, quando o índice avançou 1,34%.A maior pressão para o aumento da inflação no mês passado veio da Alimentação, que subiu 3,17% e representou 0,71 ponto porcentual de toda a inflação. Foi a maior taxa mensal para o grupo desde dezembro de 2002, quando a variação média dos alimentos foi de 3,36%.Entre as altas mais significativas da Alimentação no fim de maio, mereceram destaque o comportamento dos preços do arroz, que saiu de 18,91%, na terceira pesquisa do mês, para 22,16%. A última variação mais forte que a anunciada ontem havia sido observada no fim de junho de 1994, quando o preço subiu 71,35%, num período em que taxas de inflação elevadas ainda eram rotina no País.No fim de maio, o arroz foi o maior vilão do custo de vida do paulistano. A variação do item representou sozinha 0,18 ponto porcentual de todo o IPC do mês, que avançou 1,23% ante 0,54% em abril - a maior inflação desde o fim de fevereiro de 2003, quando o indicador geral variou 1,61%. Foi também determinante para que o grupo Alimentação apresentasse alta de 3,17% em maio, a mais expressiva desde dezembro de 2002 (3,36%).O coordenador do IPC, Márcio Nakane, elevou ontem de 4,5% para 5,93% a projeção da inflação na cidade de São Paulo para o fim deste ano. Se confirmada essa estimativa, o IPC superaria o resultado de 2007, quando subiu 4,38%. Entre janeiro e maio de 2008, o indicador acumulou alta de 2,82% e já superou a taxa do mesmo período do ano passado, de 1,81%. Nos últimos 12 meses até maio de 2008, a inflação acumulou 5,41%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.