Custo de vida em São Paulo sobe 1,12%, diz Dieese

O Índice do Custo de Vida (ICV) calculado pelo Dieese no município de São Paulo registrou alta de 1,12% em junho, a segunda maior do ano, inferior apenas à de janeiro (1,43%). Em maio, a variação do foi de 0,43%. É a maior alta para o mês de junho desde 2001, quando o ICV foi de 1,53%.Os grupos que mais contribuíram para a alta no mês passado foram transportes, alimentação e saúde. A soma deste três segmentos é de 0,95 ponto porcentual no índice.Em transportes, a alta foi determinada pelos reajustes do álcool (17,53%) e da gasolina (3,41%). Em alimentação, destaque para a alta das hortifrutas (4,26%) e legumes (26,27%). Os reajustes de 2,57% na assistência médica foram os grandes vilões do grupo saúde.A população com menor renda na capital paulista sentiu menos a inflação. De acordo com o Dieese, a inflação subiu 0,93% no mês passado para o paulistano com renda média de R$ 377,49. Para o conjunto de famílias com rendimento de R$ 934,17, a taxa foi de 1,10%. Já as pessoas com maior poder aquisitivo (uma média de R$ 2.792,90) tiveram uma inflação de 1,19%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.