Custo de vida sobe 0,23% em fevereiro

O Índice do Custo de Vida (ICV) da cidade de São Paulo, calculado pelo Dieese, apresentou em fevereiro alta de 0,23%. A taxa representa um recuo de 0,60 ponto percentual em relação à apurada em janeiro, que atingiu 0,83%, em decorrência principalmente da pressão das mensalidades escolares. Em fevereiro, a maior pressão foi do grupo Saúde (1,16%), por causa dos aumentos dos medicamentos (3,02%) e produtos farmacêuticos (2,98%). Desde o começo de janeiro, os laboratórios estão reajustando preços, após o congelamento que durou quase todo segundo semestre de 2000. Pelo acordo fechado com o governo, os aumentos teriam que estar limitados a 5,94% e a comunicação do reajuste tinha que ser feita até 30 de janeiro, o que foi descumprido por algumas empresas. Habitação e transporte também subiramO grupo Habitação registrou também registrou alta de 0,33% e contribuiu para o aumento no ICV. A elevação foi causada principalmente pelo item Operação do Domicílio (0,42%), que refletiu os aumentos dos produtos de limpeza doméstica. O item Manutenção do Domicílio apontou uma elevação de 0,32%, em decorrência da alta de 0,62% dos materiais de construção. Em Transportes, o IPVA continua forçando a alta do item Transporte Individual, que subiu 0,34%. O aumento médio do imposto apurado pelo Dieese foi de aproximadamente 17%, dividido entre os meses de janeiro, fevereiro, e março, o que resulta em uma variação de 5,5% ao mês.Caso a prefeitura de São Paulo autorize o aumento das tarifas de ônibus, o item transporte coletivo, que tem peso importante nos índices, pode pressionar a inflação. As altas de fevereiro, entretanto, foram compensadas pela retração dos alimentos e do vestuário. Os produtos alimentícios industrializados permaneceram praticamente estáveis (0,01%), enquanto os in natura e semi-elaborados caíram 0,33%. Alimentação e vestuário apresentaram quedaVários hortifrutigranjeiros estão subindo em decorrência de fatores sazonais, mas as altas são compensadas pela queda da carne (-1,07%), frango e ovos (-4,82%). Em relação ao vestuário, as liquidações de verão motivaram a queda de 1,22% do grupo. Com a elevação de 0,23% em fevereiro, o ICV acumula uma alta de 1,06% neste ano. Nos últimos 12 meses, a inflação é de 7,29%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.