Custo unitário básico da construção em SP subiu 0,16%

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil paulista registrou crescimento de 0,16% em fevereiro, em comparação a janeiro. O CUB é o índice oficial calculado pelo Sindicato das Indústrias da Construção de São Paulo (SindusCon-SP), que reflete a variação mensal dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil.A partir de agora, o SindusCon-SP vai divulgar o CUB da construção do Estado de São Paulo de acordo com a nova norma, que vigora desde 1º de fevereiro. No mês de fevereiro, o CUB Representativo da construção civil paulista (R8-N) foi de R$ 695,02 por metro quadrado. Para que possa haver tempo para a adaptação, o SindusCon-SP ainda divulgará, pelo período mínimo de dois meses, a variação dos diversos padrões do CUB pela norma anterior.Dos 70 insumos da construção cujos preços são pesquisados mensalmente pelo SindusCon-SP, 13 apresentaram em fevereiro variação superior à do IGP-M, que foi de 0,27% no mês passado.Entre os maiores aumentos no mês, foram listados os seguintes:Registro de pressão cromado (+6,19%) Tábua corrida de ipê para assoalho (+4,77%) Alimentação tipo marmitex (+4,17%) Tubo de PVC rígido rosca. (+2,93%) Locação de betoneira elétrica (+2,74%) Chapa compensado plastificado (+0,74%) Tubo de cobre (+0,69%)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.