CUT cobra de Palocci e Berzoini discussões sobre mínimo e IR

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou nesta quarta-feira nota para cobrar publicamente os ministros da Fazenda, Antonio Palocci, e do Trabalho, Ricardo Berzoini, a realização de audiências para a retomada de discussões para o reajuste do salário mínimo, em maio do próximo ano, e da correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). A nota lembra que o governo assumiu o compromisso público de debater os temas. Sobre o salário mínimo, o presidente da CUT, Luiz Marinho, recorda que ao longo deste ano foi combinado, inclusive com o presidente Lula, a necessidade de discussão da proposta da entidade, de correção do mínimo a longo prazo. Quanto à correção da tabela do Imposto de Renda, a nota cobra do ministro Palocci o compromisso de rediscutir o assunto ainda este ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.