CUT diz que corte da Selic é insuficiente, mas inicia processo

A queda de 0,50 ponto porcentual da Selic, a taxa básica de juros da economia, promovida hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom), é "insuficiente, mas indica um início de processo de redução contínua dos juros", avalia o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Luiz Marinho. "Em sã consciência, é claro que eu e todo mundo acha que essa queda é insuficiente. Se fosse eu que estivesse sentado lá na cadeira do Copom, reduziria pelo menos o dobro disso", afirma. Marinho avalia, no entanto, que nenhuma iniciativa de redução de juros trará expansão da economia se não for acompanhada de ações complementares. "Temos que fechar acordos setoriais envolvendo governo, empresários e trabalhadores. O objetivo é incentivar a retomada das vendas e todos os agentes precisam apresentar propostas que vão além da queda dos juros", explica. O sindicalista sugere também a retomada dos investimentos públicos no setor de infra-estrutura, principalmente em transportes e construção civil, para combater o desemprego recorde vivido no País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.