Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

CUT exige pressa do governo contra o desemprego

A CUT cobrou pressa do governo federal para reverter o desemprego recorde de 20,6% na região metropolitana de São Paulo, em março, segundo pesquisa do Dieese. "Ao constatar que um em cada cinco trabalhadores está desempregado, a pesquisa reforça a necessidade de agilidade nas ações governamentais para não aprofundar a crise social no País", afirma a nota da central. Nesta sexta-feira, o presidente da CUT, Luiz Marinho terá um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto.Para a central sindical, "com o desemprego crescem também outros flagelos sociais, como a miséria e a violência". A nota lembra que a CUT já sugeriu ao governo "a adoção de medidas como a criação das frentes emergenciais de trabalho, a redução da jornada de trabalho, a diminuição da taxa de juros, além de políticas efetivas de expansão da produção".

Agencia Estado,

22 de abril de 2004 | 18h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.