Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

CVM abre carteira dos fundos Bank of America

A partir de uma decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), investidores que registraram perdas significativas em fundos do Bank of America em junho desse ano terão acesso a informações sobre a composição dessas carteiras. Anunciada na semana passada, a decisão da autarquia refere-se a um pedido do escritório Bocater, Camargo, Costa e Silva Advogados que já vinha brigando judicialmente com a instituição desde outubro, a fim de conseguir esses dados.A decisão da CVM consta de um ofício da autarquia, ao qual uma fonte ligada ao processo teve acesso. Nesse documento, a CVM anuncia que tornará disponível as informações sobre as carteiras dos fundos High Yield FIF, Dinâmico FIF e Multicarteira Arrojado, relativas ao período de janeiro a junho de 2002. As consultas, segundo o ofício, deverão ser feitas na sede da CVM, no Rio de Janeiro, não sendo permitidas cópias das informações.Procurada pela reportagem da Agência Estado, a autarquia, por meio de sua Assessoria de Imprensa, não confirma a informação, alegando que essa é uma decisão sigilosa. O banco também não quis se pronunciar sobre o assunto.Dados disponíveisA CVM tornou disponível à consulta a carteira de três fundos do Bank of America: High Yield FIF, Dinâmico FIF e Moderado FIF, cujas perdas apresentadas em junho foram de 20,18%, 6,36% e 2,31%, respectivamente. Já a briga judicial entre os investidores e o Bank of America envolve apenas a apresentação da carteira do High Yield."Também na Justiça conseguimos um parecer favorável. A carteira do High Yield nos foi apresentada em cartório sob a única condição de mantermos o sigilo das informações. Agora, com a ajuda de pessoas especializadas, poderemos analisar se a gestão do fundo estava dentro do estabelecido pelo regulamento da carteira", afirma o advogado Francisco Costa e Silva, sócio do escritório Bocater, Camargo, Costa e Silva Advogados.Prazo para compensação de parte das perdas termina amanhãPara ressarcir parte das perdas aos investidores, o Bank of America fez uma proposta: 40% para o High Yield FIF, 30% para o Dinâmico FIF e 20% para o Moderado FIF. Os investidores interessados deveriam assinar um termo de adesão à proposta até o dia 31 de outubro, mas a instituição ampliou esse prazo. Agora, os investidores interessados têm até amanhã para aceitarem a proposta (veja mais informações nos links abaixo).Segundo informou o advogado Costa e Silva, no escritório Bocater, Camargo, Costa e Silva Advogados, dentre os 17 clientes, que eram cotistas do fundo Dinâmico, apenas dois aceitaram a proposta do Bank of America. Já no High Yield, dos 87 clientes, 12 assinaram o termo de adesão. Na Assessoria de Imprensa do banco, a informação é de que 66,95% dos cotistas já aceitaram a proposta de ressarcimento de parte das perdas dos fundos. Banco faz proposta para mais um fundoNa semana passada, o Bank of America apresentou uma proposta de ressarcimento de perdas para mais um fundo de investimento. Trata-se do FIF Multicarteira Arrojado, cuja perda em junho foi de 24,152%. Para essa carteira, a proposta do banco é de ressarcimento de 35%. Veja mais informações sobre as perdas dos fundos Bank of America nos links abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.