CVM cogitou suspender negócios

A presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Maria Helena Santana, disse ontem que os técnicos do órgão chegaram a avaliar na segunda-feira a possibilidade de pedir à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) a suspensão da negociação das ações da Petrobrás, após o diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Haroldo Lima, ter falado sobre o megacampo de Pão de Açúcar, provocando grande valorização dos papéis da estatal. Segundo Maria Helena, a CVM optou por esperar o próprio mercado regular as negociações, pois a suspensão poderia trazer mais prejuízos do que benefícios aos investidores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.