finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

CVM consegue liminar contra operações suspeitas

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) conseguiu ontem uma liminar bloqueando o uso do dinheiro conseguido por dois investidores - cujos nomes não foram revelados - em movimentações com ações da Suzano Petroquímica. Segundo a ação movida pela CVM e pelo Ministério Público Federal, os investidores teriam tido acesso a informações privilegiadas sobre a venda da empresa à Petrobrás, conseguindo assim lucrar com a operação.Um dos investidores, uma pessoa física, comprou as ações no dia 3 de agosto, antes do anúncio da operação, e as vendeu após a reabertura dos negócios, tendo lucro superior a R$ 300 mil - valor que ainda pode chegar a R$ 520 mil. O outro investidor, uma sociedade estrangeira, comprou as ações no dia 23 de julho e as revendeu no dia 3 de agosto, com lucro de mais de R$ 700 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.