CVM multa envolvidos em fraude na Valor

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) multou os envolvidos em operação fraudulenta no mercado que prejudicou, em liquidação extrajudicial no ano de 1995, uma cliente da Valor DTVM. Os acusados teriam participado de duas transferências de ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Embraer da conta da cliente, sem sua autorização, para endereço de um funcionário da corretora. Juntas, as operações superam R$ 50 mil.Foram multados no valor de 30% das negociações irregulares os funcionários da Valor Luiz Carlos Augusto Meza e Raymundo Menezes de Carvalho Neto, além do procurador da instituição, Fábio Pagliuso. A diretora Marilse Terezinha Andriguetti Guidorzi recebeu pena de inabilitação pelo prazo de dois anos para exercício de cargo de administrador de entidade do sistema de distribuição de valores.A Valor Corretora foi multada em R$ 3.681,79. A decisão foi tomada no último dia 21 de novembro pela CVM e os indiciados tinham prazo de 30 dias, a contar do recebimento da comunicação da autarquia, para interpor recurso com efeito suspensivo à determinação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.