Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

CVM suspende aumento de capital para mexicana Telmex

A mexicana Telmex já estreou com problemas em sua primeira grande operação no mercado de capitais brasileiro no comando da Embratel. Nesta quarta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu o aumento de capital de até R$ 1,9 bilhão proposto pela operadora brasileira no final do ano passado. A autarquia alega que a Embratel forneceu informações insuficientes aos minoritários e que ainda privilegiou os acionistas americanos ao encaminhar à SEC, xerife do mercado de capitais nos Estados Unidos, uma quantidade maior de dados. Algumas dessas informações até hoje ainda não foram entregues à CVM ou à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).Na deliberação, a comissão destaca que a falha na divulgação de informações pela Embratel pode resultar em futuras sanções. A CVM determinou ainda que no prazo máximo de 24 horas a operadora disponibilize aos acionistas brasileiros todos os textos encaminhados apenas à SEC e também a cópia dos estudos e pareceres elaborados pelos assessores financeiros que serviram de base à formulação da proposta de preço de R$ 4,30 por lote de mil novas ações. "Mencionando-se expressamente um estudo de Goldman Sachs & Co., cujo teor não foi apresentado à CVM, e nem tampouco detalhado, ou mesmo resumido, na ata da referida reunião do Conselho de Administração", diz.Uma das preocupações da autarquia era o fato do acionista controlador ter uma gama muito maior de informação do que o minoritário na hora de decidir se participa ou não do aumento de capital. Quem ficar de fora da operação terá sua fatia na companhia diluída. A CVM estipulou um multa de R$ 5 mil para cada dia que a Embratel não cumpra as exigências da autarquia.A autarquia esclareceu ainda que Embratel deverá receber sinal verde para seguir com seu aumento de capital assim que cumprir todas as exigências determinadas ontem. Quando propôs o aumento de capital, a operadora alegou que os recursos poderiam reforçar o caixa da empresa na hora de aquisições futuras. Há meses analistas especulam sobre a compra da Net e incorporação na Embratel de ativos da Telmex no Brasil.

Agencia Estado,

16 de fevereiro de 2005 | 22h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.