Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Cyrela desiste de oferta de ações

A Cyrela Commercial Properties (CCP) , empresa que atua em negócios relacionados a imóveis comerciais, decidiu desistir do pedido de registro de oferta pública primária de ações na Bolsa de Valores de São Paulo.Em fato relevante assinado pelo diretor de Relações com Investidores da CCP, Dani Ajbeszyc, a empresa não informa porque desistiu da emissão primária, cujo objetivo era levantar recursos para investimentos.Mas a notícia surge em meio a turbulências nos mercados financeiros globais geradas pelos problemas com o setor de crédito imobiliário de alto risco nos Estados Unidos, que vêm provocando quedas nas bolsas de valores em todo o mundo.CISÃOA CCP é resultado da cisão dos negócios residenciais e comerciais da Cyrela, anunciada em abril. Os acionistas da Cyrela Brazil Realty receberam uma ação ordinária da CCP para cada ação da Cyrela. Os papéis da CCP estrearam na Bovespa na semana passada.A CCP havia feito pedido de registro de oferta pública de distribuição primária de ações de sua emissão à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em 22 de maio. ''''A companhia poderá vir a realizar novo pedido de registro de oferta pública de ações de sua emissão no futuro'''', segundo o comunicado.No final de julho, a Cyrela Brazil Realty adiou uma emissão internacional de bônus no valor de R$ 500 milhões com vencimento em 2017 devido às condições adversas nos mercados financeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.