DAC quer explicação sobre cancelamentos da Vasp

O Departamento de Aviação Civil (DAC) deve entrar em contato nesta segunda-feira com a Vasp para que a companhia explique os cancelamentos de vôos, ocorridos durante o fim de semana e previstos para continuar hoje. A informação é da assessoria de imprensa do DAC, que revelou ainda que o órgão tem acompanhado há algum tempo a atividade da empresa. O DAC também informou que as demais empresas aéreas não são obrigadas a transportar os passageiros da Vasp prejudicados pelos cancelamentos. O endosso de bilhetes é aceito quando há uma negociação entre as empresas. Segundo o órgão, que regula e fiscaliza a aviação comercial brasileira, a Vasp não comunicou a suspensão de seus vôos nem de suas atividades. Portanto, se a companhia não regularizar seus vôos em 180 dias pode perder a concessão de transporte aéreo de passageiros. O DAC esclareceu, ainda, que tem planos de contingência na hipótese de qualquer companhia aérea paralisar suas atividades (procedimento no qual é verificado o impacto do fim da operação de uma empresa aérea). Segundo sua assessoria, no entanto, essa alternativa só é posta em prática quando há a suspensão da operação da empresa. A Vasp, por sua vez, informou que deixou de realizar vôos com taxa de aproveitamento abaixo de 50% e que suas operações continuam em "caráter normalíssimo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.