DAC registra queda no movimento das companhias aéreas

As empresas aéreas estão reduzindo a quantidade de assentos oferecidos para vôos domésticos. Segundo dados preliminares do Departamento de Aviação Civil (DAC), pesquisados junto às empresas aéreas, houve queda de 8,3% no número de assentos oferecidos pelas empresas brasileiras de transporte de passageiros, no primeiro semestre de 2003. A redução de assentos está diretamente ligada ao menor número de vôos disponíveis. Um dos fatores que pode explicar a redução na quantidade de assentos é a demanda de passageiros, que também se encontra em queda. De acordo com o DAC, no primeiro semestre deste ano, o número de passageiros pagos transportados registrou queda de 9,1% em comparação com o mesmo período do ano passado.Varig e TAMEntre as grandes empresas aéreas, a Varig e a TAM são as que mais se destacam na redução de assentos oferecidos para vôos domésticos. Juntas, as duas empresas representaram cerca de 68,2% do total de assentos oferecidos para vôos domésticos no Brasil. Dados preliminares do Departamento de Aviação Civil (DAC) apontam que as empresas do Grupo Varig, que abrange companhias como Nordeste e Rio-Sul, reduziram em 18,4% o número de assentos oferecidos no primeiro semestre deste ano, na comparação com mesmo período de 2002. O número de passageiros transportados da empresa caiu 17,3% na mesma comparação. Já a TAM diminuiu em 16,6% no número de assentos oferecidos no período. O número de passageiros transportados da empresa também caiu , neste caso em 20,8%.Vôos internacionaisA redução na oferta de assentos pelas empresas aéreas no Brasil abrange também os vôos internacionais. No primeiro semestre deste ano, as companhias apresentaram queda de 4,4% em comparação com o número do ano anterior. O número de passageiros transportados, neste segmento, caiu 2,7% no mesmo período de comparação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.