Dados da indústria europeia geram preocupações sobre recuperação

Uma queda surpreendente na produção industrial francesa em outubro arrematou uma série de relatórios ruins sobre a indústria das grandes economias da Europa, em um mau presságio para a recuperação econômica na região, com 2009 chegando ao fim.

BRIAN LOVE, REUTERS

10 de dezembro de 2009 | 10h40

A Itália deu algum consolo com um relatório de que a produção industrial cresceu 0,5 por cento em outubro em relação ao mês anterior, mas o crescimento foi menor que a retomada esperada por economistas após a queda de 5,1 por cento em setembro.

A produção industrial da França no mesmo mês, o primeiro do último trimestre do ano, caiu 0,8 por cento em relação a setembro, ao invés do crescimento de 0,7 por cento esperado por economistas ouvidos pela Reuters.

Os relatórios vieram após dados divulgados na terça-feira sobre uma queda também na atividade industrial alemã e britânica em outubro.

A produção industrial na Alemanha caiu 1,8 por cento em relação ao mês anterior e, fora da zona do euro, a produção industrial britânica mostrou crescimento zero, com os dois relatórios indo novamente contra as previsões de analistas.

"Há dados decepcionantes que justificam a atitude cautelosa do BCE e que mandam outro alerta para os investidores ficarem atentos", disse Marco Annunziata, economista-chefe do banco UniCredit em Londres.

Entre preocupações renovadas do mercado sobre déficits pós-crise em países como a Grécia, os governos terão de preparar sérios cortes de gastos ou outras medidas porque "eles não podem contar com um crescimento maior salvando-os", disse ele.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUROPAINDUSTRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.