Dados mais fracos da China em agosto vieram de ajustes, diz vice-ministro da Indústria

A economia da China está estável e uma série de indicadores decepcionantes em agosto tiveram origem em parte de ajustes econômicos necessários que o país está fazendo, disse nesta segunda-feira o vice-ministro da Indústria e Tecnologia de Informação, Mao Weiming, segundo o site do ministério.

REUTERS

22 de setembro de 2014 | 09h55

Mao culpou ganhos fracos em eficiência, esforços para reduzir capacidade excessiva e ajustes estruturais, entre outros fatores, por causar o que chamou de flutuações nos dados de agosto.

As declarações dele, feitas em uma conferência com contrapartes regionais e publicadas no site do ministério, ecoaram as falas do premiê Li Keqiang depois da produção industrial ter crescido ao ritmo mais fraco em quase seis anos em agosto e outros dados terem indicado uma desaceleração econômica.

A China não pode perder esta oportunidade de fazer reformas importantes em sua estrutura industrial e deve cortar encargos administrativos para reduzir o fardo sobre empresas, disse Mao.

(Por Jake Spring)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROCHINAAJUSTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.