Daniel Dantas não responde às perguntas feitas pela PF

O sócio-fundador do Banco Opportunity, Daniel Dantas, investigado pela Polícia Federal na Operação Satiagraha, foi interrogado nesta tarde na sede da instituição, em São Paulo, mas se absteve de responder a todas as perguntas. Segundo o advogado de Dantas, Nélio Machado, haverá nova data para o depoimento. "O motivo primordial por mim imposto para que ele não prestasse (hoje) declarações mais significativas foi o não conhecimento dos dados da investigação. Eu vou ler esse material e provavelmente na semana que vem se realizará o novo depoimento", explicou Machado.Dantas teve ordem de prisão preventiva decretada ontem, após um habeas-corpus que o libertou da prisão temporária a que foi submetido na segunda-feira, mas novo habeas-corpus foi concedido hoje pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. O banqueiro deve deixar a sede da PF a qualquer momento. De acordo com Machado, Dantas já foi informado da decisão e sua soltura depende apenas de procedimentos burocráticos da PF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.