Danone eleva meta de vendas, apesar de lucro menor no 1º semestre

A companhia francesa agora projeta um crescimento superior a 6% nas vendas orgânicas, acima da meta anterior de mais de 5%

Gabriela Mello, da Agência Estado,

27 de julho de 2010 | 10h20

A Danone elevou nesta terça-feira,27, a meta de vendas em 2010, embora tenha anunciado um lucro líquido 10% menor no primeiro semestre e advertido que o ambiente econômico continuará pressionando o consumo na Europa. A companhia francesa agora projeta um crescimento superior a 6% nas vendas orgânicas, acima da meta anterior de mais de 5%.

Analistas disseram que tal aumento é reconfortante e Andrew Wood, da Bernstein, afirmou que a iniciativa reforça a confiança de que o crescimento da Danone "voltou para níveis mais estáveis e normais após um 2009 difícil." Ainda assim, o lucro líquido caiu 10% na primeira metade de 2010, para 838 milhões de euros, ante 932 milhões de euros em igual período do ano passado (0,77 euro = US$ 1). O resultado obtido nos seis primeiros meses de 2009 foi impulsionado por uma venda ativos.

Já o lucro Ebit (antes do pagamento de juros e impostos) somou 1,28 bilhão de euros no primeiro semestre de 2010, alta de 5,8% em comparação com 1,21 bilhão de euros no mesmo intervalo do ano anterior, mas levemente abaixo da expectativa de 1,29 bilhão de euros. Pierre Tegner, analista da Oddo Securities, disse que a margem operacional "não é fonte de preocupação" em função do aumento da meta de vendas orgânicas.

A receita da Danone subiu 11% no período, para 8,36 bilhões de euros, ante 7,52 bilhões de euros, conforme as atividades promocionais e de publicidade estimularam a demanda por produtos de iogurte, particularmente nos Estados Unidos e na Ásia. A companhia francesa disse ainda ter elevado os preços em mercados específicos, incluindo México e Polônia, e sinalizou que a indústria pode fazer o mesmo nos próximos meses.

As ações da Danone apresentaram um forte desempenho nos últimos seis meses, subindo mais de 6% na comparação com um declínio superior a 2% do índice da Bolsa de Paris CAC-40. As informações são da Dow Jones.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Danoneparisbolsalucrobalançoempresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.